Resenha: Protetor Soliale Oil Control da Theraskin

Protetor solar para peles oleosas é quase uma missão impossível de se achar, daí quando finalmente encontramos nos apegamos. É comum até escapar essa etapa por conta da aflição de ter mais uma camada de produto na pele e contribuindo para a produção de sebo. Mas o protetor não deve ser ignorado, nunca! Nunquinha! E como dica boa tem que ser compartilhada, anota o nome do produto que vai fazer as peles oleosas super felizes e protegidas: o Protetor Soliale Oil Control da Theraskin.

protetor-theraskin-soliale-oil-control-resenha

Tenho um caso de amor com o protetor solar da Bioré, porque até então não tinha encontrado um semelhante que realmente me deixasse confortável como ele. Sempre testo protetores para pele oleosa mas não tinha o resultado satisfatório (e acabava que eu sempre comparava com o meu queridinho, né?). Até que o Soliale entrou na minha vida.

O produto vem numa embalagem plástica estilo bisnaga com 50g (ideal pra deixar na bolsa para os retoques). A primeira vista confesso que nem passaria pela minha cabeça aplicar um produto desse no rosto porque a textura é muito, muito grossa. É um creme denso que tem aspecto de pesar e fazer brotar litros de oleosidade durante o dia. Mas quem vê cara não vê coração, né? Tem que ser rápida para aplicar porque assim que você começa a espalhar o produto já seca e adere na pele. Por isso a melhor forma de aplicação é por seções. Faço cada lado da bochecha, testa, queixo e pescoço, um de cada vez.

resenha-protetor-solar-soliale-theraskin-peles-oleosas

Apesar de aderir e secar mega rápido, a sensação de que tem uma camada de produto na pele não vai embora na mesma velocidade. Mas é tudo relativamente rápido, depois de uns 2 minutos no máximo a pele tá clara, fresca, tem toque pegajoso ou rastros esbranquiçados. É uma absorção tão potente que mesmo aplicando uma camada generosa não deixa desconfortável. A aparência da pele fica sem resíduo de brilho e para quem tem poros bem visíveis, também senti que dá uma “embaçada”, aquele famoso efeito blur.

Outro ponto importante que sei que é uma falha de alguns produtos desse tipo é a fragrância. O Soliale não tem cheiro característico de protetor solar. Tem um cheiro forte, um pouco alcoólico mas some após a aplicação. Os produtos da Theraskin são fáceis de encontrar, praticamente em todas as farmácias. O que faz do protetor Soliale uma ótima opção para cuidar das peles oleosas.

comprosicao-protetor-solar-theraskin-soliale

A média de preço é de R$60 reais. Existe a versão de FPS30 e FPS 50. Esse que eu tô usando é FPS50 e dá pra comprar online na loja virtual Submarino por R$64,79.

Resenha: Protetor Soliale...

Protetor solar para peles oleosas é quase uma missão impossível de se achar, daí quando finalmen...
Leia Mais

Resenha: Óleo protetor solar Natura Ekos Buriti

A Natura aproveitou o alto nível de betacaroteno do Buriti e criou uma produto um tanto quanto inovador: o óleo protetor solar Ekos Buriti.

Se ao ler essa frase, seu cérebro deu um nó e ficou com um ponto de interrogação, bem-vinda ao time. Essa foi a minha reação ao ver o produto: ué? Um óleo que não vai “fritar” a pele e sim protegê-la? O óleo de buriti naturalmente tem altos índices de antioxidantes (que auxilia a pele no retardamento do envelhecimento) e a marca combinou essa matéria-prima com filtros orgânicos. O resultado é o primeiro óleo protetor solar do Brasil com um inacreditável toque seco e que hidrata e protege a pele.

resenha-oleo-protetor-solar-natura-ekos-buriti

A apresentação numa embalagem de plástico resistente com 200ml já pode desenvolver um certo receio nas novas usuárias por conta de ver que o produto é puro óleo. Pode dar uma aflição quando você derrama o óleo sobre a pele e vê aquela textura que costumamos fugir. Mas tudo muda quando você começa a espalhar o produto pelo corpo. É impressionante como a pele absorve rapidamente e deixa um toque super seco. Se não fosse o cheirinho gostoso e leve que fica na pele, seria impossível dizer que foi aplicado um óleo no local. Apesar da coloração um pouco mais forte, não percebi mudança na cor da pele após a aplicação.

É uma experiência muito diferente e logo na primeira aplicação já percebi que aquele seria um produto para amar. A pele fica aveludada, com um toque macio e sem rastros oleosos. Ao longo do dia não senti que o produto “derreteu” e deixou a pele oleosa. A marca alega que o óleo protetor solar tem fator de proteção 30, é resistente a água e realça o tom natural da pele.

oleo-protetor-solar-natura-ekos-buriti

óleo protetor solar | espalhado na pele

ingredientes-oleo-protetor-solar-natura-ekos-buriti

Não sou de tomar sol, fujo dele sempre que consigo então não posso falar se ele realmente tem uma eficácia para quem curte se expor. Mas nas minhas breves exposições não reparei que danificou a pele. Aprovadíssimo! Natura fez um produto diferentoso que ganhou meu coração! Para quem não tem o hábito ou não gosta de passar protetor no corpo, vale a pena o teste do óleo porque é um “2 em 1” a pele fica gostosa e de quebra tem a proteção sem a textura pesada ou cheiro característico de protetor solar.

Comprei o óleo protetor solar da linha Ekos Buriti na loja física da Natura no Shopping Pátio Paulista e paguei R$69,80. Também da pra comprar com revendedoras da marca e também online no espaço rede Natura do blog!

Resenha: Óleo protetor s...

A Natura aproveitou o alto nível de betacaroteno do Buriti e criou uma produto um tanto quanto ino...
Leia Mais

Resenha: Protetor solar Avène FPS 50 Toque Seco com cor

Sou maior fã da água termal da Avène (que tem resenha aqui) mas ainda não tinha testado o protetor solar com toque seco da marca. Peguei a versão com FPS 50 com cor que é indicado para peles mistas a oleosas.

resenha-protetor-solar-com-cor-avene-toque-seco-peles-oleosas

resenha-protetor-solar-avene-toque-seco-com-cor-peles-oleosas

resenha-peles-oleosas-avene-protetor-solar-com-cor

protetor-solar-avene-com-cor-peles-eoleosas-e-bom

O produto vem numa embalagem de bisnaga com 50ml e válvula pump. A cor é única e se adequa a maioria dos tons de pele. É resistente a água (mas não é a prova d’água, viu? Ele dura um tempinho mais se você suar ou entrar na água mas é necessário a reaplicação).

O meu maior medo era por questão da cor, normalmente não me dou muito bem com uma cor única porque sempre acho um pouco mais escuro que a minha pele. De fato ficou um tiquinho mais escuro mesmo, na hora da aplicação é preciso bastante cuidado para além de aplicar em todos os cantinhos, espalhar bem o protetor pra não ficar pontos concentrados de cor. A textura do produto ajuda na aplicação, um cremoso mais fininho e líquido. No final das contas a cobertura de cor é quase imperceptível, super levinha. No meu caso o que eu mais notei foi a leve bronzeada mesmo, hihihih

Nas fotos de aplicação da pra ver que a cor é um tico mais escura que a minha pele. Depois de aplicado parece que a cor se adequa bem ao meu tom, mas se você olhar com atenção, tem uma diferença entre o rosto e o pescoço. A diferença é mínima e na teoria (e na prática também!) nós devemos aplicar o protetor facial no rosto e no colo. Daí ele igualaria o to certinho, mas esse pequena mudança de tom ainda me incomoda um pouco. Pessoalmente eu acho que eu fico um pouco mais morena. Então se você curte essa pegada de um leeeevíssimo bronzeado é um bom investimento.

antes-depois-protetor-solar-com-cor-avene

O toque realmente fica seco, mas demora para assentar na pele. A medida “ideal” de protetor solar para aplicação no rosto e no pescoço é de uma colher de chá inteira. Vamos combinar que pouquíssimas pessoas seguem essa regra e aplicam bem menos que isso. Mas essa medida é bem importante, se você aplica pouquinho protetor e espalha muito pela área do rosto, a eficácia e performance do produto não será a mesma. Daí colocando essa colher de chá de protetor no rosto, a pele fica bem oleosa e com aquela sensação de que “tem produto na minha cara”. Depois de uns 20 minutos começa a ficar melhor e o produto se ajeita na pele. Ainda dá pra sentir que tem uma camada de produto lá mas o toque fica mais sequinho mesmo.

O acabamento é mais natural, dá pra ver que minha pele não ficou opaca, parece que ela ficou igual ao que tava antes. Mas se eu passar o dedo não escorre oleosidade (como faria se ela estivesse sem nada). Nos dias quentes e úmidos foi difícil aplicar porque essa espera até ficar sequinha na pele me incomodou, nos dias mais amenos e secos não foi um fator que achei ruim porque não teve aquele “abafamento”. Acho que na real, para peles extremamente oleosas não seria uma boa pedida porque normalmente a pessoa quer um produto um pouco mais leve e que fique com acabamento bem opaco. Já para peles mistas e mais secas é bem bacana porque ele não resseca e nem traz oleosidade para o rosto. Durante o dia o protetor não escorreu, nem manchou a pele. Ficou bem no lugar durante algumas horas e depois a oleosidade natural foi brotando.

Mas o que eu tô fazendo e gostando muito é usar nos braços e pernas. Daí eu não me importo de demorar um pouco para secar e é bacana pra quem procura um protetor pra dar uma corzinha. Ah! Uma dica que eu percebi durante o uso é que as vezes ele pode não sair se você tentar apertar o pump com a bisnaga deitada, daí é bom sempre aplicar com a bisnaga de cabeça pra baixo pra deixar o produto descer naturalmente.

O legal é que o protetor tem a famosa água termal da marca na fórmula, é super indicado para peles sensíveis e que querem uma boa proteção. Durante os testes (tanto no corpo quanto no rosto) não me deu nenhum tipo de alergia e nem espinhas (pelo fato dele demorar um pouco pra secar).

Dá pra comprar na Netfarma por R$70,85.

Resenha: Protetor solar A...

Sou maior fã da água termal da Avène (que tem resenha aqui) mas ainda não tinha testado o protet...
Leia Mais