RESENHA – BASE LÍQUIDA MATTE AT PLAY DE MARY KAY

A linha At Play da Mary Kay só faz crescer. Tem produtos com uma pegada prática, jovem, com comunicação simples e descolada. Um lançamento recente foi a base líquida matte At Play, pra quem tem pele oleosa e gosta de uma pele impecável durante muitas horas.

mary-kay-base-matte-at-play resenha-base-matte-at-play-mary-kay

O legal dessa linha é que os preços são muito mais amigos, a base custa R$49, 90, vem numa embalagem estilo bisnaga com 29ml e tem 6 cores disponíveis.

Fiz um vídeo de primeiras impressões assim que ela chegou aqui em casa. Peguei a cor Very Light pra testar e passei o dia inteiro com ela na rua. Dá o play pra conferir:resenha-base-at-play-mary-kay

cores-base-matte-at-play-mary-kay

swatch-base-matte-at-play-mary-kay

Resumo da Base líquida matte At Play de Mary Kay:

  • Super sequinha DE VERDADE!
  • Indicada para peles bem oleosas (se sua pele for/estiver seca ela pode até craquelar)
  • Cobertura digna com pouco produto

Só achei que a cor Very Light não é tão clara assim, ainda poderia ter um cor “fair” por exemplo. Talvez uns 8 tons seria o ideal para essa coleção (porque imagino que a cor mais escura também não seja TÃO escura). Mas pra quem tem a pele clarinha como eu, dá pra usar mesmo ficando um teco mais escuro, é só fazer uma camada mais fininha!

 

RESENHA – BASE LÍQ...

A linha At Play da Mary Kay só faz crescer. Tem produtos com uma pegada prática, jovem, com comun...
Leia Mais

Resenha: Base matte da Jafra

A Jafra foi uma daquelas marcas que quando conheci eu pensei “nossa, como eu não conheci essa marca antes?”. Prova viva de que tem muita marca boa por aí para conhecermos. Um dos produtos que me conquistou foi a base matte, também conhecida como base matificante.

resenha-base-matificante-jafra-comseticos-cores

base-matificante-oil-free-jafra

resenha-base-matificante-jafra-cosmeticos

Bom, se você também não conhecia a marca eu vou dar um resumo: a marca foi fundada em 1956 na Califórnia e atua em 18 países. O portfólio é abrangente, com maquiagens, cosméticos e perfumes. O forte são as vendas através de revendedoras.

Pois é, e como eu nunca encontrei uma revendedora Jafra na vida? Espero recuperar o tempo perdido e testar muitos produtos da marca!

Mas vamos ao que interessa. Estive num evento da marca há alguns meses e além de apresentar os produtos de maquiagem, o pessoal também aproveitou para apresentar 3 novas cores dessa base matificante: sunny beige, shell beige e natural tan. A linha, que já contava com duas cores, agora ficou mais completa.

base-matte-jafra-onde-comprar-e-boa

resenha-base-matificante-oil-free-jafra

resenha-base-matte-jafra-cores

Shell Beige | Natural Tan | Sunny Beige

A base matificante é indicada para peles oleosas, além de ser oil-free ela contém tea trea que fornece ação anti-inflamatória e alguns ativos calmantes como pepino e aloe vera. Confesso que fiquei muito satisfeita quando soube do óleo de malaleuca na fórmula, porque eu tô completamente viciada nesse produto para combater espinhas.

Fiquei meio na dúvida de qual cor usar, tanto a Shell Beige quando a Natural Tan deram na minha pele. Apesar do nome “natural tan”, a cor é bem clarinha e com fundo amarelado. Já a shell beige é clarinha também, mas com o fundo rosado. Já falei por aqui que eu tendo a preferir bases com fundo rosado então a minha escolha foi a Shell Beige. Mas acho que vale a pena frisar que as duas cores são bem parecidas apesar do subtom, no meu caso eu conseguiria usar as duas sem qualquer problema.

A embalagem é super prática, estilo bisnaga com 30 ml e um dosador digno (você só tem que controlar a intensidade da apertada para não sair produto demais). A fragrância é leve, não me incomodou nenhum pouco e apesar do fator de proteção solar 15, não tem cheiro de protetor solar. A textura é ótima, consistente quando sai da embalagem, mas quando aplicada, desenvolve uma textura bem fluida e fácil de espalhar.

Apliquei mais ou menos uma quantidade parecida com uma tampinha de pasta de dente (fui bem específica, né?hahaha), e consegui uma ótima cobertura. A base cobriu bem a minha área avermelhada e algumas manchinhas de espinhas que estavam bem evidentes.

Logo quando você aplica a base, pode até parecer que ela não vai secar por conta daquele efeito de textura mais líquida. Mas depois de alguns minutinhos ela adere bem a pele e começa a “pertencer” ao seu rosto. O efeito é realmente bem opaco e a sensação sequinha. Não acho necessário aplicar pó para selar, mas isso é uma questão bem pessoal.

resenha-base-matte-jafra-shell-beige

Pele limpa | Com a base | Make completa

base-matte-jafra-e-boa

Pele limpa | Com a base | Make completa

resenha-base-jafra-matte-shell-beige

Após a base não precisei de mais cobertura na pele, apenas apliquei um corretivo iluminador nas olheiras e a pele ficou pronta.

Fiquei muito satisfeita com o resultado, o produto dura bastante tempo sem escorrer ou deixar o rosto abafado. Eu, particularmente, acho que depois de uma horinha de uso, a pele fica ainda mais bonita porque todos os produtos assentam melhor.

O mais legal de tudo é que a base tem um preço justo: R$56,00 e dá pra comprar com uma revendedora da marca. Daí se você não conhecer nenhuma, dá uma passadinha no site para encontrar alguma!

Resenha: Base matte da Ja...

A Jafra foi uma daquelas marcas que quando conheci eu pensei “nossa, como eu não conheci essa...
Leia Mais

Resenha: Base líquida efeito matte da Vult

É com imenso prazer e alegria que eu escrevo essa resenha! Porque só quem tem pele oleosa sabe como é difícil achar um produto de qualidade e com um precinho bom. Até então nunca tinha testado uma base nacional que tenha realmente ficado super sequinha e com o acabamento opaco na pele, mas a Vult lançou a base líquida efeito matte que num instante virou uma queridinha.

resenha-base-matte-vult-e-boa-pele-oleosa

resenha-base-matte-vult-e-boa-pele-oleosa-2

resenha-base-matte-vult-e-boa-pele-oleosa-3

resenha-base-matte-vult-e-boa-pele-oleosa-4

A base foi um lançamento da Beauty Fair 2014 e no final do ano começou a ser comercializada. Na época recebi uma base muito escura pro meu tom de pele então tive que esperar para comprar o tom certo, testar e fazer resenha.

A base vem numa embalagem estilo bisnaga com 26 ml e é indicada para peles mistas/oleosas por ter o acabamento opaco. Segundo a marca ela é de longa duração e esse foi fator que coloquei a prova durante vários dias durante os testes.

O bico dosador da embalagem é bem fininho então não tem chance de acontecer acidentes e desperdiçar produto.

Minha cor é a Rosa 01 e a Vult acertou muito na cartela de cores dessa base. Ao total são 8 cores que variam entre os tons rosa, bege/amarelo e marrom. Muito bacana essa decisão da marca, porque é muito triste não conseguir comprar um produto porque a cor não combina com o subtom da sua pele. E ainda dá pra conseguir muito mais possibilidades de tons misturando as cores.

A cor que escolhi deu direitinho pra mim, não é um rosa super “rosado ou avermelhado”, é uma diferença bem sutil entre a cor Bege 01 mas que com certeza faz toda a diferença.

resenha-base-nacional-matte-vult-para-peles-oleosas

resenha-base-nacional-matte-vult-para-peles-oleosas.-2

As cores disponíveis são:

– Rosa 01 e 02

– Bege 01, 02, 03 e 04

– Marrom 01 e 02

O produto espalha com facilidade e deixa uma cobertura média que dá pra trabalhar bem para construir camadas e também permite espalhar bastante para deixar uma cobertura mais leve e suave. Bem versátil nesse aspecto.

Logo no primeiro dia que eu usei a base foi um teste de durabilidade mesmo, porque eu fui “bater perna” em shopping e na 25 de março num dia que tinha que ficar muitas horas para fora de casa por conta de uma dedetização. O resultado não poderia ter sido mais satisfatório: apliquei a base pela manhã e fiz uma maquiagem bem leve porque não poderia contar com retoques durante o dia e no final do dia quando cheguei em casa, após quase 12 horas de uso minha pele estava impressionantemente bem. Nada de oleosidade extrema no rosto e sim, ainda continuava com a pele totalmente opaca.

Claro que depois de um dia desses eu fiquei impressionada e continuei com os testes, e mesmo com uma maquiagem mais pesada pra cobrir todas as imperfeições, ou seja, bastante base e corretivo, ainda sim meu rosto segurou a oleosidade lindamente.

Para fazer as fotos de antes/depois usei um pincel duo fiber e coloquei uma quantidade média de base, mais do que eu normalmente colocaria pra fazer uma make leve e menos que uma make super produzida.

antes-depois-base-matte-vult-resenha-review

Pele limpa | Só com a base | Make completa (pele com base + corretivo)

resenha-base-matte-para-peles-oleosas-da-vult-barata-2

resenha-base-matte-para-peles-oleosas-da-vult-barata

As fotos estão com um fundo amarelado pois foram feitas com a luz natural

Tinha algumas marquinhas de espinhas no queixo e na bochecha que só a base já cobriu bem. Não finalizei a pele com pó para poder mostrar como a pele realmente fica opaca somente com a base, nada de brilho mesmo!

E foi num dia de calor intenso que eu coloquei essa base em teste, assim que tirei a foto da make pronta gravei 2 vídeos e depois sai de casa para comprar algumas coisas na famácia, mercado e fui ao banco. Ao total foram 6 horas de “luta” com a base e o antes e depois me deixou super feliz.

Não fiz nenhum tipo de retoque entre as fotos (nem mesmo do batom, que foi um guerreiro e eu vou fazer resenha aqui no blog em breve!).

base-vult-matte-pele-oleosa-performance-antes-depois

Make pronta | Make após 6 horas de uso

Vale a pena frisar que a base apesar de ser ótima não dispensa o uso primer se você tiver poros super dilatados. Senti isso pois nesse dia não apliquei primer e depois de 6, 8, 10 horas de uso os poros dos meu nariz e bochecha começaram a evidenciar o acúmulo de produto.

No mais a base continuou intacta, super opaca e mesmo nas regiões que acumularam um pouco de produto, ainda sim não houve nenhum brilho de oleosidade aparente.

E como nem tudo é perfeito eu achei um ponto fraco no produto: o cheiro. Sou extremamente chata com cheiros, tenho olfato super sensível mesmo. A base tem um aroma de produto artificial e industrializado que não me agradou. Mas a parte boa é que apesar de o cheiro ser super forte na embalagem (onde a concentração de produto é maior) não me incomodei nenhum pouco depois que o produto foi aplicado no rosto. Nem deu pra sentir e isso me fez muito feliz porque detestaria não poder usar essa base maravilhosa por conta do cheiro.

Finalmente uma base boa, com preço bom e desenvolvida com sucesso para peles oleosas! Tá de parabéns Vult!

Comprei a minha base numa perfumaria de bairro e paguei R$22,50. Claro que o preço pode variar de acordo com a região que você mora então a média fica entre os R$30.

Tem pra comprar na aqui na ShopBela por R$29,90.

Resenha: Base líquida ef...

É com imenso prazer e alegria que eu escrevo essa resenha! Porque só quem tem pele oleosa sabe com...
Leia Mais
300x250