Selecione uma visualização:

Resenha: Lenços demaquilantes Nivea

Do mesmo jeito que eu adoro me maquiar, adoro remover a maquiagem (não é muito normal uma pessoa assim né?). A maioria das meninas tem a maior preguiça nessa hora de retirar a maquiagem, mas eu acho bacana porque eu adoro o resultado: uma pele bem limpinha.

Então eu tenho meio que um vício de ficar testando muitos e muitos demaquilantes e, como eu nunca tinha dado uma chance aos lenços demaquilantes, resolvi testar.

O que eu comprei foi o Nivea Visage Pure Effect, achei interessante porque além de limpar ele também faz um leve esfoliação na pele.

lencodemaquilante

Cada lado do lenço tem uma textura. A sem bolinhas para limpar a pele, e a com bolinha para esfoliar.

Para limpar:

ladosemesfoliante

Para Esfoliar:

ladoesfoliante

É bem sutil a diferença entre os dois lados, mas na pele dá pra perceber. O produto afirma que limpa profundamente e remove a maquiagem além de ter um aroma super refrescante. Realmente eu achei ótimo para remover a maquiagem, principalmente aquele “grosso” que fica quando a gente carrega demais. Mas para máscaras a prova d’água já não foi legal, não tirou quase nada ou nada (dependendo da máscara que estiver usando), mesmo as máscaras laváveis achei um pouquinho chato de tirar.

Coloquei algumas maquiagens para mostrar o resultado do lenço demaquilante:

maquiagem

maquiagem2

Viram que ele remove muito bem a maquiagem mas que ainda fica um resíduozinho? Pois bem, como eu disse eu gosto de tirar a maquiagem pra ter aquela sensação de pele limpinha. Sempre removo com pelo menos dois demaquilantes diferentes e depois lavo o rosto. Não aconselho usar somente esse lenço para a limpeza porque não vai remover tudo. Achei ótimo o lado esfoliante, ele faz uma massagem gostosa no rosto.

Comprei esse pacotinho com 20 unidades na Renner e paguei R$24,90, mas achei em farmácias por menos (R$19,90). Compraria novamente sim, ele é uma mão na roda pra tirar o “reboco”.

E meninas: não deixem de remover muito bem a maquiagem, pois os resíduos prejudicam a pele e entopem os poros. E toda queremos uma pele perfeita, não é mesmo?

Alguém aí tem uma dica de bons lenços demaquilantes? Compartilha aqui pra eu testar!

Resenha: Lenços demaquil...

Do mesmo jeito que eu adoro me maquiar, adoro remover a maquiagem (não é muito normal uma pessoa a...
Leia Mais

Dicas de Quadrinhos – Começando com o pé direito #2

Salve Umbigueiros! Hoje vamos continuar a série de posts que dão dicas de quadrinhos pra quem tá cagando pra cronologias complicadas, absurdas, longas, estressantes, emblemáticas… já me entenderam né?

Mais uma vez, os temas são bastante variados, mas os quadrinhos continuam com um detalhe em comum: a qualidade.

Pinóquio

pinoquiocapa

pinoquio

Obra-prima. Nenhuma outra definição faria jus a esse quadrinho que não obra-prima. Premiada no Festival d’Angoulême de 2009 esta obra é escrita pelo francês Winshluss, e publicada no Brasil pela editora Globo. Esse quadrinho conta a história de Pinóquio, mas não aquela que todo mundo conhece. Aqui ele é criado por Gepeto como uma máquina de guerra, que durante sua saga pelo mundo, encontra o lado podre da raça humana. Tem de tudo: violência, sexo, ganância, com direito até a uma participação da Branca de Neve, claro que nem de longe aquela que você conhece, vale a conferida. Em Pinóquio, Winshluss mostra total domínio da narrativa gráfica, o quadrinho praticamente não tem balões, exceto em cenas (outra sacada sensacional) em que ele mostra o “grilo falante”, que aqui é uma barata morando na cabeça do personagem principal. Winshluss divide também o quadrinhos em dois tipos de traço, o do mundo de Pinóquio, com uma arte lindíssima, e o da barata que remonta os quadrinhos undergrounds. Sério, leia, leia, leia, se você é fã de quadrinhos ou quer se tornar um, essa obra é imprescindível. Pinóquio é de encher os olhos e explodir a cabeça.

Asterios Polyp

asteriospolyp

asterios

Escrita e desenhada por David Mazzucchelli (desenhista de obras como: batman ano um e demolidor: a queda de murdock) esse quadrinho também é uma obra-prima. A história mostra a vida de Asterios Polyp, um professor e arquiteto, virar de ponta cabeça depois que um raio atinge o seu apartamento, levando o personagem a sair de casa, e a questionar sua própria vida. O quadrinho se divide entre cenas do passado e presente do personagem. Aqui Mazzucchelli explora de forma brilhante a narrativa, utilizando de rabiscos, geometria e cores para mostrar a dicotomia entre razão e emoção, destino e livre-arbítrio e muito mais. Vale muito a leitura.

Leões de Bagdá

leoesdebagda

leoes

Escrita por Brian K. Vaughan (badalado escritor de Y- O último homem, Ex-Machina e Saga) e desenhada por Niko Henrichon, Leões de Bagdá conta a história de quatro leões que em 2003, depois da tomada de Bagdá pelos americanos, fogem do zoológico para descobrir que a liberdade não vem tão fácil assim. Não se engane pela simplicidade da premissa. Leões de Bagdá é belíssimo e agrega sentimentos e complexidades tão humanas aos quatro leões que faz com que o leitor questione quem realmente é mais “humano”, nós ou os animais. Ah, e é uma história baseada em fatos reais, uma obra realmente incrível, é de encher os olhos de lágrimas.

E aí, já leu algum desses? O que você acha? Não deixem de conferir o primeiro post de dicas de quadrinhos!

Dicas de Quadrinhos ̵...

Salve Umbigueiros! Hoje vamos continuar a série de posts que dão dicas de quadrinhos pra quem tá ...
Leia Mais

Comida Honesta: Batata frita sem usar óleo

Naqueles dias que eu não quero pensar em fazer uma comida elaborada mas quero comer uma comidinha honesta faço coisas simples com um temperozinho que faz a diferença.

Adoro fazer uma receita de batata frita que não usa óleo mas que fica super crocante como se tivesse sido frita de verdade. Essa batata frita, pasmem, é assada (e fica mais gostosa que a frita!).Junto com a batata fiz um arroz com grãos e cenoura e uma omelete (adoro omelete!).

Batata:

– 5 batatas roxas

– 5 dentes de alho

– coloral, pimenta, sal e alecrim a gosto

– azeite

Primeiro descasco as batatas e corto no sentido do comprimento, deixo as batatas durante uns 20 minutos numa vasilha com água gelada.

batata

Depois seco bem as batatas e coloco numa assadeira. Faço uma mistura com o coloral, pimenta e sal e coloco por cima das batatas. Rego com um pouquinho de azeite e coloco os alhos na assadeira também. Depois é só colocar num forno médio pré-aquecido de deixar durante 40 minutos.

alho

batatasassadas

Enquanto isso faço o arroz, misturo o arroz integral com grãos e a cenoura ralada e faço normalmente.

arroz

Também faço a omelete. misturo todos os ingredientes e faço em uma frigideira bem quente, douro bem dos dois lados e no final coloco fatias de peito de peru e mussarela

Receita da omelete:

– 4 ovos

– 1 cebola picada em cubinhos

– 1 colher de azeite

– 1 colher de chá de páprica picante

– sal pimenta e cebolinha a gosto

omelete

Quando terminar de fazer a omelete e o arroz já vai estar na hora de tirar as batatas do forno, daí é só servir. :}

pratopronto

 

Comida Honesta: Batata fr...

Naqueles dias que eu não quero pensar em fazer uma comida elaborada mas quero comer uma comidinha h...
Leia Mais
300x250