Crônicas – Caiu na rede

caiu-na-rede-cronica-internet

Ilustração por Diego Rosendo

Caiu na Rede

Clicou. O obturador abriu e fechou com um barulho ligeiramente incômodo.

Um som que lembrava o mecanismo que aciona uma armadilha.

Num instante a carne virou pixel, o que era toque virou touch e dezesseis anos foram transformados por dezesseis megapixels.

O calor de seu corpo rivalizava com o calor do aparelho.

A princípio a vontade era de deletar, expurgar a imagem como quem se livra de um pecado. Mas apagando-a o desejo não iria junto. Ele permaneceria, e isso era do que ela mais queria se livrar.

Além do mais, ela sabia exatamente quem estava do outro lado.

Não havia dúvida, era ele. E como poderia questionar? Quem ama confia.

As mensagens não paravam de chegar, repetidas, soando como um coro em uníssono, mas no lugar de vozes, bipes.

Para não chamar atenção ela o silenciou, foi pior. A tentativa de calar o aparelho gerou ainda mais excitação e o celular agora gemia incontrolável.

No meio de tanta informação ela tentava organizar os pensamentos, em vão.

O que o cérebro humano tenta organizar, a natureza insiste em desorganizar.

Para cada “Porquê”, um hormônio.

Para cada “Será”, um fluido.

O botão de enviar parecia argumentar, implorar para ser usado.

Irresistível, assim como o desejo. Clicou.

Tags:

Post por:

Crônicas – Caiu na...

Ilustração por Diego Rosendo Caiu na Rede Clicou. O obturador abriu e fechou com um barulho ligeir...
Leia Mais

Dica de Quadrinhos: Piteco Ingá

PitecoIngá é mais um quadrinho do selo Graphic MSP que já mencionamos anteriormente aqui. Publicado pela Panini e escrito e desenhado pelo paraibano Shiko, essa obra é mais uma prova da qualidade do trabalho editorial desse selo.

piteco-msp

resenha-piteco-inga-msp

O quadrinho se passa na pré-história e conta a saga de Piteco para resgatar Thuga, sua amada, das garras dos homens-tigre, tudo isso durante a migração de seu povo, após uma seca que castigou o rio de seu povoado.

Em uma época onde recentemente o nordeste sofreu com a pior seca dos últimos 50 anos Piteco-Ingá é uma história que parece chegar na hora certa. Através de sua narrativa Shiko nos mostra como a luta para encontrar água é sempre contemporânea. Aliado a isso a história ainda recebe pinceladas modernas sobre relacionamento, com o comprometimento de Piteco com seu amor por Thuga sendo posto em cheque, assim como o comprometimento masculino moderno. Há também uma mistura de folclores, com bastante fantasia e misticismo, numa epopéia de encher os olhos com todos os desenhos pintados em aquarela, dando um toque todo especial a obra.

pinteco-inga-msp

O pré-histórico unido aos questionamentos modernos, a mistura de folclores e a reflexão sobre a luta do nordestino transforma essa obra em um quadrinho que os amantes da nona arte não podem deixar de ler. É mais um show do selo Graphic MSP.

Dica de Quadrinhos: Pitec...

Piteco – Ingá é mais um quadrinho do selo Graphic MSP que já mencionamos anteriormente aqui...
Leia Mais

Dicas de Quadrinhos – Séries

Nem só de super-herói vivem os quadrinhos mainstream. É possível encontrar também grandes histórias em séries que saem pelos selos adultos das editoras. Logo abaixo você vai encontrar três ótimos exemplos de séries inventivas, surpreendentes e premiadas que foram publicadas pela linha Vertigo da DC Comics lá nos Estados Unidos e trazidas ao Brasil pela Panini. Preparados?

y_ultimo_homem

Y: O Último Homem

Publicada originalmente de 2002 a 2008 “Y: O Último Homem” conta a história do jovem Yorick Brown que se vê repentinamente obrigado a sobreviver em um mundo pós-apocalíptico, depois que uma praga dizimou todos os seres do sexo masculino.

Até aí você pode pensar: “que belezinha um mundo só com mulheres”.

Mas não segundo o inventivo escritor Brian K Vaughan e a desenhista Pia Guerra.

Em “Y” eles exercem toda sua criatividade levando o conceito de mundo só com mulheres ao extremo.

Um belo exemplo é o fato do maior exército feminino ser o israelense, imagina o impacto que isso teria no oriente médio, uma área completamente dominada por árabes numa sociedade patriarcal.

Já deu pra sacar né?

Y: O Último Homem é ideal para todos aqueles que gostam de uma história surpreendente.

exmachina_capa_internas

Ex-Machina

Também do autor Brian K Vaughan, mas dessa vez desenhado pelo incrível Tony Moore, Ex-Machina conta a história de um homem que depois de um acidente acaba recebendo o dom de falar (sim, ele literalmente fala com elas) e controlar máquinas, armas, instrumentos elétricos e eletrônicos. Até aí tudo bem né? Só que depois de se frustrar com a vida de super-herói ele percebe que pode ajudar muito mais pessoas de outra forma: se candidatando a prefeito de Nova York. Essa obra é um “West Wing” com super poderes e mais uma vez o escritor Brian K Vaughan acertou a mão. Ex-Machina é um quadrinho inventivo onde o leitor descobre em que um super herói/prefeito pode afetar no jogo de poder político.

fabulas_capa_internas

Fábulas

Escrita por Bill Willingham, Fábulas conta a história de um grupo de personagens de contos de fadas que fogem da sua terra natal para morar em Nova York e fugir da ameaça do inimigo que eles chamam de “O Adversário”. Estão entre eles: Branca de neve, Barba Azul, Pinóquio, e muitos outros. Mas não se engane pelo título, Fábulas não é para crianças. Através de uma temática adulta vemos as relações entre as fábulas no mundo real em sua luta para retomar sua terra natal. Ganhadora de vários prêmios, Fábulas iniciou uma tendência, inspirando também diversas séries famosas entre elas “Once Upon a Time” e “Grimm”. Uma ótima leitura.

Dicas de Quadrinhos ̵...

Nem só de super-herói vivem os quadrinhos mainstream. É possível encontrar também grandes hist...
Leia Mais