Mais um post da blogagem coletiva do WonderDay! O tema é falar um pouquinho de 5 acontecimentos e lembranças da infância.

wonderday-banner

Esse post terá muito mais texto que fotos da minha infância porque aqui em casa não tem nenhuma foto da pequena Renata. Minha mãe até tem algumas fotos na casa dela, mas nem ia adiantar eu pedir pra ela me mandar porque ela não saberia como, hahahaha.

wonderday-infancia

Com a melhor prima do mundo <3

infancia-renata-fukuda

Essa era a capa do CD que eu lançaria com os meus primos

Eu era uma criança bem calma e… peculiar (acho que essa seria a melhor palavra para me definir).

É engraçado como a gente seleciona somente algumas lembranças ~bizarras e totalmente desnecessárias~ da nossa infância.

1 – Overdose mirim

Estava eu, sozinha em casa, devia ter uns 5 anos no máximo. Minha mãe me dava AS Infantil quando eu tava com febre e ela falava que era uma bala para melhorar. Eu achava o gosto daquilo sensacional, então na primeira oportunidade eu corri na caixa de remédio e comi mais de 60 “balinhas”.

Quando minha mãe chegou eu já tava desmaiada. Fiquei alguns dias no hospital e me lembro bem das sessões de lavagem estomacal. Depois que saí do hospital, o médico disse para eu comer o máximo de bananas que eu pudesse para repor o potássio que perdi.

Minha mãe me deu tanta banana, mas tanta banana que eu atingi a minha cota da vida. Hoje não posso nem sentir o cheiro de banana.

2 – Planos mirabolantes

Minha mãe tinha algumas cantinas na AMAN (Academia Militar das Agulhas Negras), como não tinha ninguém para cuidar de mim durante o dia, ela me levava para o trabalho e eu passei bons anos da minha vida por lá.

Tinha uma cantina em particular que eu adorava brincar porque era bem grandona. Me achava a rainha o pedaço. Naquela época não tinha muitos telefones mas minha mãe tinha um telefone dentro da cantina e um general sempre entrava (naquela área de staff) para fazer suas ligações. Achava aquilo um ultraje, porque ele tava entrando nos meus domínios.

Pois então um belo dia armei uma armadilha para quando ele fosse entrar para usar o telefone. Para entrar, ele precisaria atravessar o balcão e levantar uma madeira. Eu armei um negócio muito louco, que quando ele levantasse essa madeira, outra madeira cairia no joelho dele.

Minha mãe brigou TANTO comigo porque minha armadilha acabou ferindo sério o general. Mas internamente eu cantei a vitória. MUAHAHAHA

3 – Roubando a merenda da amiguinha

Cometi minha primeira infração grave, quando ainda era uma meliante mirim. Estava no jardim 1 ou 2 e minha amiga Juliane levou uma merenda muito apetitosa para a aula. Na hora da recreio em vez de comer a minha merenda, eu roubei a lancheira dela e comi o seu lanche. Fui parar na diretoria para tomar bronca.

4 – Branca de Neve sem pausa

Ainda no jardim de infância, a gente via muitos filmes legais, mas quando era da Disney o meu coração batia mais forte. Mesmo já tendo visto 300 milhões de vezes o mesmo filme, não podia perder uma cena sequer. A turma toda sentava na frente da TV pra assistir e num desses dias, quando passou A Branca de Neve, eu estava muito apertada pra fazer xixi mas não podia perder o filme. Então fiz ali mesmo, sentada no chão do lado dos meus amiguinhos. Eu lembro que todo mundo começou a gritar a se afastar de mim, mas eu simplesmente não conseguia parar de ver o filme (e de fazer xixi).

Quando a professora veio para perto de mim pra me levar pro banheiro eu fiz a maior birra porque queria terminar de ver o filme daquele jeito mesmo, toda molhada e sentada na poça de xixi.

5 – Aprendendo a fazer bola de chiclete

Fico muito feliz que ainda preservo algumas das amizades de infância, e a mais antiga é a Gabi (aka BFF) a gente fazia tudo junta, e quando uma aprendia uma coisa logo ensinava para outra. Daí num desses dias a Gabiru (apelido carinhoso) aprendeu a fazer bola de chiclete. Estavamos no jardim de infância e nos achávamos as maiorais porque sabíamos fazer bolas de chiclete. Mas num métdo nada convencional. A gente mascava o chiclete, tirava da boca, estivada bem muito até ficar bem fininho, colocava perto da boca e soprava pra formar uma bola. Pensa nessa cena, que bizarra. hahahahaha

Curtiram o Wonderday? Se você é blogueira e quiser entrar nessa brincadeira da blogagem coletiva é só se preparar para o dia 5 de novembro! O tema do mês que vem é 5 produtos que não vivo sem! Se participar e compartilhar nas redes sociais não esquece de marcar #wonderday

Quer conferir o look de primavera das meninas do Wondebloggers? Clica aqui embaixo pra ver os posts delas:

Alineland

Espaço Gattena

Little Bit of Glamour

Terapia Feminina

Tissiane Balbino

E pra quem ainda não conhece a plataforma Wonderbloggers, eu apresento! É uma plataforma onde as blogueiras compartiham conteúdos bem bacanas, para todos os estilos!

Confere as redes sociais:

Instagram | Facebook