A LUSH é uma marca super conhecida lá fora pelos produtos artesanais. Tudo é feito a mão, com ingredientes mais naturebas possíveis e sem fazer testes em animais.

O legal da loja é que realmente é uma experiência sensorial, além de ter muuuitos aromas você também pode testar todos os sabonetes, espumas de banho e hidratantes. Os atendentes são muito atenciosos e fazem massagens com os protudos, é muito bacana mesmo.

O mais legal de tudo é que finalmente a LUSH tá vindo para o Brasil. Há algum tempo ela já esteve por aqui mas não se firmou, agora ela veio para ficar (é o que eu espero com muita força!).

Adoro testar os produtos da LUSH, qualidade a parte (que todos os produtos tem e muita) eu sou muito influenciada pelo cheiro, e posso afirmar que esse é o ponto forte da marca.

Nas minhas férias estava eu passeando pela loja e vi a sessão de maquiagem da marca. Fiquei super empolgada porque eu não tinha ideia que eles faziam maquiagens (é uma sessão bem pequenininha, talvez tenha passado despercebida). Daí peguei essa base para testar.

resenha-base-lush-vegetariana

resenha-lus-base-jackie-oates

resenha-jackie-oates-base-pele-clara

resenha-base-natural-pele-clara-jackie-oates-lush

Ela vem num potinho pequenino de 18g (mas que é bastante produto). Achei bem difícil o esquema de cores dessa base. Eles não seguem um padrão. A minha por exemplo é a jackie oates colour suplement (é para peles claras e pálidas) daí tem outras que também são colour suplements mas tem outros nomes a mais. São cinco tons no total.

A Jackie Oates tem esse nome porque ela é feita com uma base de leite de aveia (falei que os produtos tinham ingredientes super naturebas!). O rótulo de ingredientes da minha base rasgou então eu vou deixar por escrito aqui em baixo os ingredientes (retirei no site da marca):

Water (Aqua) , Oat Milk (Avena sativa) , Safflower Flower (Carthamus Tinctorius) , Aloe Vera Extract (Aloe barbadensis) , Titanium Dioxide , Organic Rose Hip Oil (Rosa canina) , Shea Butter (Butyrospermum parkii) , Stearic Acid , Glycerine , Cetearyl Alcohol , Triethanolamine , Honey (Mel) , Tincture of Benzoin (Styrax benzoin) , Lanolin , Iron Oxides , Mica , Methylparaben , Propylparaben

O ingredientes em verde são naturais e os em preto são sintéticos.  A base é um creme bem denso, recomenda-se inclusive mistura-la com um hidratante para ficar mais maleável (por isso que, apesar de pequeno, rende muito!). Não que não dê para utilizá-la sozinha, até dá mas precisa de um esforcinho a mais pra esfumar bem pelo rosto. E por causa da consistência ela é uma base de cobertura alta, a medida que você for misturando com hidratante vai perdendo a cobertura – o que eu acho ótimo para aqueles dias bem relaxados que você só quer ficar com uma cara de viva.

Por si só, além de ter uma cobertura alta ela é um pouco oleosa (vide ingredientes usados: óleo vegetal e manteiga vegetal). Mas para esses dias de frio aqui em SP dá pra usar tranquilamente e ainda garantir a hidratação da pele.

resenha-base-lush-jackie-oates-review

Sem nada | Com base | Make completa

Nas fotos eu usei uma camada fina da base, sem misturar com hidratante. Esfumei bem com um pincel duo fiber.

Como eu disse é uma base mais hidratante, por isso ao longo do dia surge aquela oleosidade natural, mas nada que preocupe e nem que derreta a maquiagem toda. Com a ajuda de lenços removedores de oleosidade dá pra levar numa boa. Demora uns minutinhos pra secar, ela deixa a pele bem natural, nem muito brilhante e nem matificada.

O cheiro é bem levinho, não é nada artificial, parece cheiro de produto natural mesmo, sabe? cheiro de grão?

E também não posso deixar de mostrar um dos diferenciais da marca: em cada produtos tem um adesivo com a foto e o nome da pessoa que produziu, a data de fabricação e a data de validade.

lush-produto-natural-base-artesanal

Paguei 17 dolares pela base e tô ansiosa pra ver como serão os preços aqui no Brasil!